top of page
  • Foto do escritorJuan Carlos Bondi

El Calafate, um destino de sonho

Atualizado: 22 de ago. de 2022

El Calafate é uma das três principais cidades da província de Santa Cruz, e é um daqueles destinos que você tem que visitar sim ou sim uma vez na vida. Hoje vamos fazer um tour e vamos falar sobre suas principais atrações. Você vai se juntar a nós?


Antes de mais nada, qual é a melhor época para viajar a Calafate?

De junho a agosto pode fazer bastante frio, porque a temperatura média é de -2 graus. Os dias são mais curtos e há algumas atividades ao ar livre que não podem ser feitas, mas o bom de viajar no inverno é que você pode aproveitar as paisagens nevadas e praticar esportes de neve.

No verão a temperatura fica em torno de 15 graus e é a alta temporada, o que faz com que os preços das excursões subam um pouco. A vantagem é que os dias são mais longos, as florestas são verdes e você pode presenciar os famosos deslizamentos na geleira, que é um verdadeiro espetáculo natural.

Sem dúvida, a melhor época para viajar para Calafate é na primavera ou no outono, devido ao bom tempo, porque os preços são mais acessíveis e porque você pode fazer todas as excursões.

Agora sim, vamos começar a viagem.

Primeira parada: Parque Nacional Los Glaciares

O Parque Nacional Los Glaciares é o maior da Argentina e é onde você pode ver as geleiras Perito Moreno, Upsala, Spegazzini e Viedma. Se você gosta de esportes e aventuras, além de apreciar a paisagem, você pode escalar o Monte Chaltén, fazer caminhadas, praticar trekking no campo de gelo patagônico, pescar e navegar no Lago Roca. Adjacente ao Lago del Desierto estão os acampamentos onde você pode acampar, fazer piqueniques e curtir a natureza. Para entrar no Parque é preciso se cadastrar no Centro de Informações ao Visitante e utilizar apenas as áreas autorizadas.

Vamos dedicar um parágrafo à parte ao Perito Moreno, que é uma das geleiras mais famosas do mundo. Origina-se no Campo de Gelo do Sul da Patagônia, tem 5 km de comprimento, 60 metros de altura e fica a 80 km da cidade de El Calafate. Você pode visitar por conta própria ou pode contratar um tour da cidade. Esta é uma das poucas geleiras que está em constante crescimento, e a cada dois ou quatro anos a gigantesca língua de gelo que a forma quebra devido à pressão da água.

Segunda parada: El Chaltén

É conhecida como a capital argentina do trekking, e com isso já estamos falando tudo. Existe um leque de passeios para fazer por diferentes locais e de diferentes dificuldades, para que você possa escolher o que mais lhe agrada ou o que mais lhe convier. Há também caminhadas que duram o dia inteiro e outras que duram meio dia.

Quanto às excursões, você pode escolher entre cavalgadas pela estepe patagônica, mountain bike por florestas e riachos, caiaque no Lago del Desierto ou fazer trekking, com dormida em um refúgio na montanha.

Terceira parada: A Floresta Petrificada

A excursão à Floresta Petrificada dura aproximadamente 3 horas, nas quais você caminhará pela estepe patagônica e verá restos fósseis de dinossauros e troncos fossilizados que estiveram escondidos por milhões de anos.


Quarta parada: Costaneira da baía redonda

A cidade está localizada bem ao lado do imenso Lago Argentino, e do centro da cidade você pode chegar ao lago a pé. Recomendamos que você caminhe ao longo da costa, a Costaneira que a circunda, porque é um lugar incrível para apreciar a cor azul do Lago Argentino, enquanto observa pássaros e animais ao seu redor.



O que você achou do tour? O próximo passo é pegar seu voo para El Calafate e descobrir com seus próprios olhos esse destino dos sonhos e dono de uma das maravilhas do mundo.

Siga a gente nas redes para saber de todas as novidades!


Komentáře


bottom of page